Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ricardo Jorge Claudino

Escritor, poeta de poemas e pensante

Escritor, poeta de poemas e pensante

Ricardo Jorge Claudino

30
Jul20

O destino das estrelas

ricardojorgeclaudino

De noite,
pelas aldeias e pelos campos,
apagam-se as luzes
que dantes não existiam.

Daqui,
graças ao real escuro da noite,
há um reencontro
entre a minha pele
e a luz esbatida das estrelas
— que me falaram há milhṍes de anos-luz atrás.

Daqui,
onde as distâncias são intermináveis,
avisto um dos céus mais estrelados da Europa;
e deixo-me estar, calado mas atento,
à altura do meu insignificante tamanho.

Muito longe daqui,
onde as grandes cidades lampejam
como árvores de natal esquecidas no verão,
há gente com tudo
e há um céu cheio de nada.

Tal como nós,
as estrelas nada decidem sobre a sua nascença
mas após a sua existência
continuam a reluzir nos céus
para que aqui, hoje,
no futuro que foi delas,
as pudéssemos contemplar.

11
Dez19

Estrelas

ricardojorgeclaudino

Está errado.
Os cientistas deviam procurar vida,
não nos planetas,
mas sim nas estrelas.
Onde há vida, há família
- e as estrelas têm luz própria.

 

Pela alva se levantam
para a monda do dever;
e assim se escurece o céu
que eclipsa a claridade e
arrefece, o tempo arrefece.


Quando o dia se esquece,
as estrelas voltam a brilhar
num espetáculo de luzes
que deslumbra,
quem por desplante,
teve a coragem de esperar.

 

Anoitece.
Corpos cadentes
dançam ao som da gravidade,
perdem-se,
no encanto da liberdade,
no infinito do firmamento, 
onde a família e o momento,
abraçam a fraternidade.

66405211_470978740332832_1218100274728534016_o.jpg

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Todos os textos e imagens são direitos autorais de Ricardo Jorge Claudino.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D