Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ricardo Jorge Claudino

Escritor, poeta de poemas e pensante

Escritor, poeta de poemas e pensante

Ricardo Jorge Claudino

11
Dez19

Estrelas

ricardojorgeclaudino

Está errado.
Os cientistas deviam procurar vida,
não nos planetas,
mas sim nas estrelas.
Onde há vida, há família
- e as estrelas têm luz própria.

 

Pela alva se levantam
para a monda do dever;
e assim se escurece o céu
que eclipsa a claridade e
arrefece, o tempo arrefece.


Quando o dia se esquece,
as estrelas voltam a brilhar
num espetáculo de luzes
que deslumbra,
quem por desplante,
teve a coragem de esperar.

 

Anoitece.
Corpos cadentes
dançam ao som da gravidade,
perdem-se,
no encanto da liberdade,
no infinito do firmamento, 
onde a família e o momento,
abraçam a fraternidade.

66405211_470978740332832_1218100274728534016_o.jpg

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Todos os textos e imagens são direitos autorais de Ricardo Jorge Claudino.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D